Oscar 2020: Quais serão os indicados?

O CinedaVinci preparou um resumão dos projetos cotados para disputar as estatuetas douradas — seja pelos nomes envolvidos na equipe, o potencial da história, ou por atender ao perfil da Academia de Artes Cinematográficas.

O Oscar 2020 acontecerá dia 9 de fevereiro, mas, a lista oficial de indicados será anunciada em 13 de janeiro na próxima segunda.

O CinedaVinci mostra o que as principais categorias prometem!

Confira o nosso Resumão-Oscarcine 2020

 

Um fator diferente desse ano já divulgado é que a edição de 2020 do Oscar não terá apresentador, disse um executivo da ABC – TV americana. A cerimônia acontece no dia 09/02/2020 às 20:30 horário de Brasília direto de Los Angeles.

Na edição passada, estava tudo certo para o comediante Kevin Hart apresentar a cerimônia, mas depois de polêmicas com postagens homofóbicas, ele decidiu que não iria assumir o posto. Diante disso, a Academia preferiu seguir sem um mestre de cerimônias principal.

A edição de 2019 havia sido a primeira sem apresentador em 30 anos. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas faz o Oscar desde 1929 e só por seis vezes não houve alguém conduzindo a cerimônia.

Os vencedores das edições de 2019, 1989, 1971, 1970, 1969 e 1939 foram anunciados por vários artistas, chamados de “Amigos do Oscar”, de forma semelhante ao que deve acontecer neste ano.

 

Confira agora as principais categorias.

 

MELHOR FILME

Liderando a disputa – Era uma Vez em… Hollywood e O Irlandês, pois suas respectivas polêmicas não são maiores que os nomes de seus diretores e astros.

Outro praticamente garantido na lista é História de um Casamento, elogiadíssimo a ponto de superar os preconceitos com a Netflix, junto com o filme de Scorsese. A partir daí, a corrida (que pode ter até 10 indicados) fica mais aberta… 1917 parece ser um filme de guerra bem filmado. Adoráveis Mulheres seria a adaptação da vez, enquanto Ford vs. Ferrari entra naquele padrão de biografia que sempre ganha espaço.

Com narrativas mais inusitadas, ainda têm candidatos como O Escândalo  e Dois Papas podem ter chances, junto com projetos realmente fora da caixinha, como Jojo Rabbit e Coringa (o último tentando manter a vontade da academia de abraçar filmes inspirados em HQs, após a aclamação de Pantera Negra). Clint Eastwood também lança seu próximo projeto, podendo entrar na briga aos 45 do segundo tempo, como fez com Sniper Americano; e o amor dos Estados Unidos pelo apresentador Mr. Rogers pode beneficiar Um Lindo Dia na Vizinhança. Já Waves e The Farewell são os filmes independentes que tentam brilhar dentre as campanhas milionárias. Sem falar em Parasita, já praticamente garantido na briga de melhor filme internacional, que tenta uma vaga aqui também.

Indicados:

O Irlandês

Era uma Vez em… Hollywood

História de um Casamento

1917

O Escândalo

Parasita

Jojo Rabbit

Ford vs. Ferrari

Adoráveis Mulheres

Coringa

Correndo por Fora: Dois Papas, The Farewell, Um Lindo Dia na Vizinhança e O Caso Richard Jewell

 

 

MELHOR ATOR

Se a presença de Coringa é incerta em melhor filme, aqui é figurinha carimbada. Ame ou odeie, a performance de Joaquin Phoenix é unanimidade e ele é queridinho da Academia, já indicado três vezes. Eddie Murphy (Meu Nome é Dolemite) e Taron Egerton (Rocketman) buscam serem aclamados por biografias, enquanto Adam Driver (História de um Casamento) e Antonio Banderas (Dor e Glória) tentam manter fôlego até fevereiro. E ainda tem gente apostando numa reprise de Daniel Kaluuya (Queen & Slim) e um surpreendente Adam Sandler (Uncut Gems), figurando nos filmes independentes.

Mas o destaque é que estamos diante de uma temporada de premiações com muitos filmes estrelados por mais de um homem. A maioria deles estão divididos na categoria de coadjuvante, para facilitar suas chances aqui — vide De Niro (O Irlandês), DiCaprio (Era uma Vez em… Hollywood), Pryce (Dois Papas) e Pattinson (O Farol). Quem foi pelo outro caminho é Ford vs. Ferrari, que vai colocar Matt Damon e Christian Bale juntos nessa disputa.

Indicados:

Joaquin Phoenix (Coringa)

Leonardo DiCaprio (Era uma Vez em… Hollywood)

Jonathan Pryce (Dois Papas)

Robert De Niro (O Irlandês)

Adam Driver (História de um Casamento)

Correndo por fora: Eddie Murphy (Meu Nome é Dolemite), Antonio Banderas (Dor e Glória) e Christian Bale (Ford vs. Ferrari)

 

 

MELHOR ATRIZ

Pela primeira vez em muitos anos, a briga de melhor atriz parece menos acirrada que seu correspondente masculino. Renée Zellweger surge na frente ao encarnar Judy Garland, enquanto as primeiras exibições de O Escândalo colocam Charlize Theron também como possível favorita. Scarlett Johansson parece estar garantida por História de Um Casamento (com sua performance em Jojo Habbit ajudando a exaltar sua presença na temporada), opa, e quem ficará com as duas vagas restantes?

Saoirse Ronan está praticamente virando a Meryl Streep da nova geração, sendo sempre indicada a cada papel, então o sucesso de Adoráveis Mulheres lhe dá boas chances. Alfre Woodard está sendo elogiada por Clemency, mas pode ser ofuscada por Cynthia Erivo, buscando seu EGOT, seja em atuação ou em canção, por Harriet. Se Nós já perdeu força, atrapalhando a jornada de Lupita Nyong’o; Awkwafina se torna ainda mais popular a cada dia em Hollywood, e sua performance em The Farewell é elogiada a ponto de colocá-la na lista de possibilidades — que já é uma surpresa, devido a falta de timing entre o lançamento do filme e cerimônia.

Indicados:

Renée Zellweger (Judy)

Charlize Theron (O Escândalo)

Scarlett Johansson (História de Um Casamento)

Cynthia Erivo (Harriet)

Saoirse Ronan (Adoráveis Mulheres)

Correndo por fora: Awkwafina (The Farewell), Alfre Woodard (Clemency) e Lupita Nyong’o (Us)

 

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Aqui é o outro lado da moeda, e também com tantos astros de tamanha importância: Brad Pitt (Era uma Vez em Hollywood), Willem Dafoe (O Farol), Anthony Hopkins (Dois Papas), Al Pacino e Joe Pesci (ambos por O Irlandês, será que vão dividir os votantes?). Mesmo assim, Tom Hanks surge como um dos favoritos por encarnar uma figura marcante da cultura norte-americana em Um Lindo Dia na Vizinhança.

Aqui também surge amaior chance de Waves nas categorias principais, devido a popularidade de Sterling K. Brown, enquanto Alan Alda também se destaca em História de Casamento. Ainda existe uma campanha a favor de Shia LaBeouf por interpretar o próprio pai em Honey Boy, um filme que é praticamente sua biografia; já John Lithgow assume uma figura polêmica em O Escândalo. Por fim, é dificil prever se Luta por Justiça entrará na briga, com Jamie Foxx como coadjuvante e Michael B. Jordan como melhor ator, já que o filme ainda não foi lançado.

 

Indicados:

Tom Hanks (Um Lindo Dia na Vizinhança)

Brad Pitt (Era uma Vez em… Hollywood)

Al Pacino (O Irlandês)

Joe Pesci (O Irlandês)

Anthony Hopkins (Dois Papas)

Correndo por fora: Alan Alda (História de um Casamento), Sterling K. Brown (Waves), Jamie Foxx (Luta por Justiça) e Willem Dafoe (O Farol)

 

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Fica a pergunta que não quer calar: Jennifer Lopez será indicada ao Oscar? O mais perto que ela chegou disso foi em 1997 com Selena, mas a surpreendente aprovação de As Golpistas colocou a cantora nos holofotes, ainda mais num ano seguinte à aclamação de Lady Gaga na cerimônia. Porém, a disputa não está fácil… O Escândalo traz Nicole Kidman e Margot Robbie, ao mesmo tempo que Adoráveis Mulheres já rende elogios para as performances de Florence Pugh e Meryl Streep.

Indicada duas vezes anteriormente, Laura Dern é considerada quase como certa na listinha, então História de um Casamento tentará ser o 16º filme a aparecer nas quatro categorias de atuação? Com uma possível quinta indicação também surge Annette Bening, como a melhor chance do político O Relatório; Shuzhen Zhao surpreende em The Farewell em sua estreia nos cinemas; enquanto a popularidade de Downton Abbey pode colocar Maggie Smith na briga. Afinal, ela não ganhou tantos Emmys como a condessa a toa.

 

Indicadas:

Jennifer Lopez (As Golpistas)

Laura Dern (História de um Casamento)

Margot Robbie (O Escândalo)

Florence Pugh (Adoráveis Mulheres)

Meryl Streep (Adoráveis Mulheres)

Correndo por fora: Nicole Kidman (O Escândalo), Annette Bening (O Relatório) e Shuzhen Zhao (The Farewell)

 

 

MELHOR DIREÇÃO

Assim como a categoria principal, Scorsese e Tarantino surgem como favoritos por enquanto, mas tudo pode mudar até fevereiro. A crítica internacional está elogiando muito Parasita; 1917 ainda não foi exibido, mas promete trazer o auge técnico de Sam Mendes, enquanto os trabalhos de Noah Baumbach e Fernando Meirelles precisam enfrentar o preconceito com streaming junto com O Irlandês. Ao mesmo tempo, Taika Waititi faz algo surpreendente com Jojo Rabbit, mesmo com um tema tão tabu.

Ao mesmo tempo, a Academia não vai querer ser criticada por só indicar homens, o que é boa notícia para Greta Gerwig, concorrendo novamente após Lady Bird com Adoráveis Mulheres. Mas também seria a chance de finalmente valorizar os trabalhos de Lulu Wang (The Farewell) e Marielle Heller (Um Lindo Dia na Vizinhança). Sem falar que nunca devemos descartar um nome como Pedro Almodovar.

 

Indicados:

Martin Scorsese (O Irlândes)

Quentin Tarantino (Era uma Vez em… Hollywood)

Bong Joon-ho (Parasita)

Noah Baumbach (História de um Casamento)

Greta Gerwig (Adoráveis Mulheres)

Correndo por fora: Sam Mendes (1917), Fernando Meirelles (The Two Popes) e Pedro Almodovar (Dor e Glória)

 

 

Se gostou dá um like,
Se inscreva em nosso canal, compartilhe e concorra a prêmios

https://www.youtube.com/c/CineDaVincifilmes
https://www.instagram.com/cinedavincifilmes/

Fique por dentro, fique com a gente, descubra o Mundo CinedaVinci
@cinedavincifilmes

(13)

DaVinciNews – Especial Oscar 2020

0 Comentários

Você pode usar as tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>